quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Importância das luvas em academias

Olá!

Quarta é dia de post do blog do OSP!  A matéria de hoje é sobre importância de usar luvas na academia!!! Vale a pena conferir! 

Está em suas mãos…


Ao contrário do que muitos pensam, usar luva para treinar não é futilidade. Muito pelo contrário, para algumas pessoas é até necessidade. Tem muito professor que faz pouco caso da luva, querendo bancar o durão, com aquele discurso no estilo “luva é para os fracos”, mas fraco (e inseguro) é quem deixa seu bem estar de lado por causa de preconceito. Eu recomendo a todos meus alunos que usem luvas sempre. Está em suas mãos a escolha, literalmente.
Todo mundo “tem que” usar luvas? Não, claro que não. É possível que você treine a vida toda sem luvas e nunca tenha nenhum problema. Mas existem uma série de benefícios obtidos com as luvas, especialmente para as mulheres.
Para começo de conversa, as luvas previnem os calos que normalmente se formam nas mãos em função do atrito com halter e aparelhos. Só por este motivo acredito que toda mulher deva usar luvas. Sem querer ser machista, mas acho que uma mão cheia de calos prejudica muito mais uma mulher do que um homem. E ao contrário do que muitas pessoas pensam, a formação de calos não ocorre apenas quando se treina membros superiores. O treino dos membros inferiores também pode causar este inconveniente. Pense comigo, quando você exercita pernas ou glúteos, frequentemente tem que se apoiar ou se segurar nos aparelhos. Este movimento causa atrito das suas mãos com a borracha (ou qualquer que seja o material) do aparelho. Essa brincadeira três vezes na semana pode te deixar com mãos de estivador. Queremos isso? Não, não queremos.
Independente da força que a pessoa faça durante o treino, a pele das mãos fica fragilizada, uma vez que a regra é que as pessoas suem quando se exercitam. Uma pele suada fica mais sensível e mais vulnerável a arranhões, atritos e até mesmo a cortes. Não riam do meu histórico de vida, mas tenho que compartilhar uma coisa com vocês: nos tempos das vacas magras, no começo da minha carreira, eu trabalhava em uma academia bem precária, cujo apelido carinhoso era “Tétano Fitness”, porque certa vez um aluno se cortou em um aparelho e pegou tétano. É o que eu sempre digo, o barato saí caro. Fica a lição não apenas para comprar uma luva como também para investir em uma academia de qualidade.
Uma academia de ginástica, por mais limpa que seja, é uma Disneylândia de germes. Pessoas suadas, ambiente quente, objetos manuseados por centenas de pessoas diariamente e uma série de outros fatores fazem com que você tenha razões para ter medo. Já falei em outra postagem que aquele álcool que se borrifa em aparelho e colchonete (quando se borrifa…) pode não bastar para matar os germes, lembram? Muitas academias de qualidade inferior o “diluem” em água para que renda mais. Uma luva não é garantia de 100% de proteção, mas com certeza é bom começo. Até porque, não é possível passar álcool em tudo que se vai encostar quando se entra na academia.
Pode não ser 100% eficaz, porque a ponta dos dedos fica aberta, porém a maior parte do contato não é feita com a ponta, por isso, acredito que filtre boa parte da fauna e da flora da sua academia. Dica de homem (traindo o movimento, mas tudo bem): raramente a gente vê homens lavando as mãos depois de usar o banheiro da academia. Esses mesmos homens que usaram o banheiro e não lavaram as mãos vão meter a mão em locais onde você também vai. Pense na luva com carinho.
Antes que alguém me chame de paranóico ou coisa mais politicamente incorreta, informo que já li inúmeros estudos que comprovam a falta de higiene que pode existir em uma sala de musculação, não por culpa da academia e sim pela natureza da atividade. Nem vou citar estudos internacionais, pois acredito que não traduzam a nossa realidade. Prefiro citar como exemplo um estudo realizado pelo Centro Integrado de Diagnóstico da Universidade Gama Filho (UGF), aqui mesmo, no Rio de Janeiro. Eles concluíram que há micróbios nocivos à saúde humana em 44% dos aparelhos examinados, ou seja, praticamente metade de tudo que você vai encostar está contaminado. Detalhe sórdido: boa parte era de coliformes fecais (minhas mais sinceras desculpas a quem estava comendo enquanto lia o texto).
Mais dados: o campeão de nojeira foi o selim das bicicletas, que conseguiu o honroso recorde de mais de 1.600 microorganismos por cm ²! Caso você não tenha a noção se isso é muito ou pouco, o estudo informa que acima de 100 já é considerado excessivo. Uma boa academia com uma limpeza cuidadosa não parece futilidade depois de ler uma coisa dessas, não é?
O aviso tem um motivo: com a chegada do verão, estamos todos mais expostos. Surtos de conjuntivite, infecções intestinais, micoses e outros males circulam com mais freqüência no verão, sobretudo em um local como uma academia. Por mais higiênica e cuidadosa que sua academia seja, existem riscos que são incontroláveis mesmo adotando todas as precauções. Minimize esses riscos com as luvas.
Independente da questão estética e de higiene, existem certas profissões que demandam um cuidado especial com as mãos. Pessoas que por questões profissionais não podem se dar ao luxo de amanhecer com as mãos doloridas, esfoladas, arranhadas ou cortadas devem considerar as luvas como uma necessidade. Para os marombeiros, a luva também pode ter sua utilidade. Existem modelos que tem “ganchos” acoplados na região do pulso, assim, quando você treina a musculatura do braço com cargas muito pesadas, não machuca os dedos nem os punhos, uma vez que concentra a força no local certo, nos braços, em vez de concentrá-la nos dedos e nas palmas das mãos para suportar o sobrepeso. E esta vale para todos: muitas vezes pelo suor ou até mesmo pelo material dos aparelhos utilizados, as mãos podem escorregar ou deslizar com o sobrepeso. A luva mantém sua mão corretamente posicionada nesses casos.
Você deve estar se perguntando qual é o melhor modelo de luva. Eu respondo: aquele que ficar mais confortável em você e que te proteja melhor. Existem diversos modelos. Eu, particularmente, prefiro as luvas que começam no pulso e deixam apenas a ponta dos dedos de fora e que tem placas individuais e anatômicas de proteção para cada dedo. Um aviso: luva é como tênis, não se compra sem experimentar. Não é toda luva que veste bem na sua mão, que é confortável e que protege. Experimente, movimente as mãos, veja se ela de fato protege contra atritos. E se alguém manifestar preconceito contra a sua luva, mostre o dedo médio da luva para a pessoa.

.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

REFEIÇÕES


Café da Manhã – 06h
- ½ copo de água morna com ½ limão 
- suco de melão com salsinha, couve, gengibre, banana verde e 03 cápsulas de psillium
- 01 fatia de pão de forma light 100% integral com 01 ovo caipira e tofu

Lanche da Manhã - 09:10
- 01 colher de sopa de mix de sementes de abobora e girassol
- 02 colheres de sopa de colageno

Almoço - 11:40
- salada: alface, tomate, beterraba, brocolis, couve flor, pepino, rabanete
- 01 colher de sopa de tabule
- 1/2 concha de feijão
- frango grelhado acebolado
- 01 colher de sopa de linhaça

Lanche da Tarde - 14:35
- 01 maçã
- 02 colheres de sopa de colageno 

Lanche Antes da Academia - 16:10
- 01 banana

Lanche Depois da Academia - 18h
- 01 iogurte Fit com amaranto

Jantar - 20:30 às 23:30
- chá verde com laranja e gengibre com vodka
- queijo temperado com azeite e orégano
- 02 pizzas de frigideira vegetarianas

10 comentários:

  1. Bom dia Joanna,
    não faço musculação, mas me deu uma vontade de ter uma luvinha..kkkk...e elas são lindas!
    Dão o maior charme!
    Bjocas

    ResponderExcluir
  2. amo vim aqui de quarta e ver as materias!!
    adoro cada informação e cada dica!!!
    beijos amore e otima quarta para voce!!

    ResponderExcluir
  3. Não consigo imaginar puxando ferro sem luva. Quando esqueço de levar minhas mãos doem demais. Agora vive no banquinho da moto. kkkk

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Preciso voltar a usar as minhas...(sempre esqueço em casa) e não tô afim de ficar com mãos grossas kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Tenho que comprar, pois já esta começando a me dar calos.... obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  6. as minhas luvinhas queridas estão sempre comigo! =)

    ResponderExcluir
  7. Oi Joana! Não vivo sem minha luva! ´Está tão velhinha que já estou precisando de outra..rsrsrs....
    Me conta mais sobre o psillium? ;)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não faço musculação, mas, quando e se fizer, vou lembrar da dica! Beijos =)

    ResponderExcluir
  9. Que legal!!! Ñ sabia de tudo isso!

    Bjs

    ResponderExcluir