quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Hipertensos e academia!

Olá!
Quarta é dia de post do blog do OSP!  A matéria de hoje é sobre hipertensão e academia.. vale a pena conferir!

Você sabia que pessoas hipertensas precisam de cuidados especiais ao praticar musculação? Você sabia que você pode ter pressão alta e não apresentar sintomas?
É fundamental avaliar sua pressão arterial antes da elaboração de um treino, pois em muitos casos a pessoa que apresenta pressão alta não sente qualquer desconforto e sequer desconfia que possa ter problemas de pressão. É imprescindível que o aluno avalie sua pressão arterial antes de dar início ao treino e se constatar que sofre de pressão alta, será indispensável uma autorização médica para começar a treinar e um treino especialmente elaborado tendo em vista essa peculiaridade.
A recomendação para pessoas que estão com pressão alta é que sejam realizados exercícios em intensidade moderada (aproximadamente 40% da capacidade do aluno) e muitas repetições. Este tipo de estímulo é chamado de Resistência Muscular Localizada (RML, para os íntimos). Não é indicado realizar exercícios com cargas elevadas, aqueles rotineiros para quem pretende hipertrofia muscular, uma vez que este trabalho provoca um aumento súbito da pressão arterial. Além disso existem outras contra-indicações, como por exemplo, exercícios isométricos (aqueles onde você segura o movimento por alguns segundos). Um bom profissional estará atendo a todas elas.
Daí você, que tem pressão alta, deve estar desanimado e pensando que não vale a pena fazer musculação com tantas restrições. Vale sim. Estudos comprovam que a prática regular de musculação pode ser muito útil para reduzi a sua pressão arterial a longo prazo, o que pode eventualmente até te livrar do uso de medicamentos, dependendo do caso.  Só para citar um exemplo, um estudo publicado no Journal of Applied Physiology comprovou que após oito semanas de treinos de musculação regulares a pressão sistólica das pessoas avaliadas caiu em um ponto.
O resultado é benéfico a longo prazo por um motivo muito simples: quando os músculos do seu corpo estão mais fortes, seu coração é menos exigido. Alem  disso a circulação sanguínea melhorará em função de uma série de fatores. Mesmo em atividades do seu dia a dia, o coração não terá necessidade de bombear tanto sangue, reduzindo sua sobrecarga. Por isso, pode investir na musculação, a longo prazo ela auxilia no combate à hipertensão.
O ideal é que pessoas com pressão alta treinem com um acompanhamento especial, de preferência com o auxílio de um personal, e tenham sua pressão e seus batimentos cardíacos constantemente monitorados. A respiração correta também será essencial para um treino seguro no caso de hipertensos. Além da musculação, é altamente recomendável que pratiquem atividades aeróbicas conjugadas com a musculação.
Agora você já sabe: se você tem pressão alta, isso não é motivo para deixar de fazer musculação, é motivo para passar a fazer musculação!

.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•

REFEIÇÕES



Café da Manhã – 06h
- suco de abacaxi com couve, salsinha, banana verde, gengibre e psillium
- 01 pão de forma integral light com geleia

Lanche da Manhã - 09h
-sementes de abobora
- colageno hidrolisado

Almoço - 12h
- salada: alface, tomate, brocolis, broto de feijão, pepino, kani e couve refogada
- 1/2 concha de feijão
- frango grelhado
 
Lanche da Tarde - 15h
- 01 maçã
- colageno hidrolisado
Lanche Antes da Academia - 17:10
- 01 banana

Jantar - 20h
- salada de alface, tomate e cenoura
- soja temperada
- penne integral
- 04 quadrados de chocolate amargo com pimenta

6 comentários:

  1. Olá!
    Que post bacana! Eu sempre tive dúvidas quanto a isso. Sempre pensava sobre como diferir uma pressão alta patológica de uma pressão alta provocada por movimentos/exercícios.
    Quando uma pessoa é " normal" é fácil saber, mas no caso dos hipertensos (como a minha mãe) fica complicado.
    Eu trabalhei na emergência de um hospital e quando alguém chegava passando mal a enfermeira pedia que ficasse em repouso durante um tempo antes de aferir a pressão, então eu imaginava que se alguém passasse mal andando na rua ou durante a malhação, a pressão jamais poderia ser parâmetro para um diagnóstico né?
    Ó, tá mandando muito bem na alimentação. Mas o que é psillium??? rs
    beijão!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Joanna!!
    Adorei a dica... Ontem estava com a pressão baixa, a verdade é que vive oscilando entre baixa e alta.
    O cardápio, como sempre perfeito... Parabéns!!
    Ótimo dia!!bj

    ResponderExcluir
  3. Jôoooo, to com saudade dos seus desafios, monta um pra gente, por favor!kkk, eu ajudo a divulgar... vamos fazer um para carnaval!pensa com carinho :)

    ResponderExcluir
  4. que baita informação, adorei isso
    beijokas

    ResponderExcluir
  5. muito legal saber!!!!
    adorei a dica!
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Materia muito bem elaborada mais indico uma alimentação com um pouco mais de carboidrato dependendo da intensidade dos exercicios pois sem niveis adequados de carboidrado pode haver uma oscilação perigosa da pressão e mais proteinas depois do treino para a reconstrução dos tecidos musculares, tudo com cuidados nos niveis de sódio, um abraço

    ResponderExcluir